Sobre o debate

Desde sua criação, o Uber taxi tem gerado polêmica no mundo inteiro. A recente proibição no Rio de Janeiro e, em seguida, a promessa de regulamentação em São Paulo fazem do Brasil um dos países onde o conflito mais se manifesta. É correto proibir um serviço de melhor qualidade, com demanda crescente de público consumidor?  O Uber pode ou não ser considerado transporte individual? A competição pode gerar a extinção dos taxis comuns? Ou, pelo contrário, tende a estimular a melhoria da qualidade do serviço?