Sobre o debate

E se, ao invés de uma biblioteca formada por livros, existisse uma biblioteca onde os livros fossem seres humanos? Esta é a proposta do The Human Library, projeto criado na Dinamarca e replicado em diversos países do mundo. The Human Library busca combater o preconceito através do diálogo com pessoas que servem de “livros abertos”, com títulos como “Refugiado”, “Desempregado” e “Bipolar”. Os “leitores” são convidados a escolher seus livros humanos, a interagir e a perguntar a eles sobre o que quiserem. Quais títulos da “Human Library” você gostaria de ler? E, se fosse um “livro”, qual título daria a si mesmo? Em que medida um projeto como este promove empatia e aceitação da diversidade?