Sobre o debate

Enquanto o mundo está, aos poucos, se acostumando à inteligência artificial e à realidade misturada, o futuro já chegou para as gigantes da tecnologia. A Microsoft desenvolveu um holograma que serve de tradutor instantâneo. Na demonstração, Julia White, vice-presidente corporativa da empresa, utilizou o HoloLens, óculos de realidade misturada, para criar uma cópia virtual de si própria se apresentando em japonês, idioma desconhecido pela executiva. O modelo gerado possui a mesma voz e os padrões gestuais de White. Que consequências essa inovação trará para o modelo educacional? Ainda fará sentido aprender novos idiomas? Como essa tecnologia será recebida nos negócios e na política?