Sobre o debate

Aconteceu de novo: o social-liberal Emmanuel Macron venceu a populista de direita Marine Le Pen e vai presidir a França por um segundo mandato. A fácil vitória por 17% de diferença não deve esconder o fato de que em 2017 a vantagem de Macron foi de 32%, o que mostra que Le Pen ganhou força e entrou de vez no tabuleiro político francês. Vamos debater o significado dessa vitória, o papel de Macron no conflito russoucraniano, o rechaço ao projeto anti-imigração de Le Pen, e o que muda e o que permanece com essa reeleição.